• Comunicação Rech

7 dicas para amenizar a dor da perda de ente queridos

A perda de um ente querido é, certamente, um dos mais profundos sofrimentos experimentados pelo ser humano. Mas algumas ações podem ajudar a minimizar o sentimento de tristeza e a enfrentar a dor diariamente para continuar a ser forte enquanto o tempo se encarrega de fechar as ferida.




1. VIVA O LUTO Se quem sofreu uma grande perda foi você, saiba que viver o luto é fundamental no processo de superação. Isso significa que não é preciso ignorar os sentimentos que tentam aflorar tão fortemente. Entregue-se ao momento e entenda, por mais difícil que isso pareça agora, que a tristeza vai diminuir com o tempo.


2. COMPARTILHE A DOR . A tristeza é muitas vezes tão avassaladora que falta ânimo para as mais simples interações com outras pessoas. E ficar sozinho é muito válido — ajuda a refletir sobre o que aconteceu e, aos poucos, entender que a sua própria vida continua.No entanto, é mais fácil enfrentar a falta quando se tem mais gente por perto. Lembre-se de que todos que são próximos estão passando por algo semelhante.


3. CUIDE DA SAÚDE É preciso atenção especial quando a dor emocional vem acompanhada de outros sintomas, incluindo dores no corpo e baixa na imunidade.Se você perdeu uma pessoa querida, tente alimentar-se corretamente, mesmo que não tenha fome ou a sinta em excesso. Se é próximo de alguém que está sofrendo, faça-o lhe acompanhar em uma breve caminhada, sempre com muito carinho.


4. BUSQUE AJUDA PSICOLÓGICA Quando necessário, busque ajuda profissional para auxiliar no processo de superação, especialmente se o luto mais intenso já demora mais do que algumas semanas. Nesses casos, a tristeza pode evoluir para uma depressão ou transtorno de ansiedade, por exemplo.


5. FOQUE NAS BOAS MEMÓRIAS Uma boa forma de lidar com a dor da perda é concentrar-se nos bons momentos vividos ao lado de alguém querido. É importante aceitar a morte como um acontecimento inevitável e natural — não como algo que veio interromper injustamente uma história, mas sim como o fechamento de um ciclo que, certamente, rendeu bons frutos.


6. REORGANIZE A SUA VIDA O luto, após a sua fase mais crítica, pode servir para uma intensa reflexão em relação a si mesmo. A consciência sobre a morte pode ajudá-lo a viver melhor, já que você experimentou de perto o que é a efemeridade da existência humana. Tire disso uma valiosa lição e, no seu tempo, tente reorganizar sua própria vida.


7. NÃO SE CULPE POR SUPERAR O LUTO Conforme o tempo for amenizando aquela primeira dor arrasadora, você vai começar a perceber o valor de viver a vida novamente. Não se negue isso! Parece injusto que aquele alguém querido não possa mais estar aqui para ser feliz e você sim, mas não é! Superar o luto não pode ser visto como motivo de culpa. Em determinado momento, a tristeza se tornará latente, e você não precisa envergonhar-se de admitir isso. De maneira alguma, seu amor será menor: isso só significa que você está reaprendendo a viver mesmo com a falta daquela pessoa — certamente ela gostaria de vê-lo sorrindo de novo.


Acesse nosso site: https://www.organizacoesrech.com


( Texto: Memorial Vera Cruz)